segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Registro de Viagem à Costa do Marfim: Relato XXIV - Alegre e Efusivo





Registro de Viagem: Costa do Marfim

Relato XXIV – Alegre e Efusivo – 06 a 08 de Fevereiro

Quem me conhece sabe que não sou particularmente fã de demonstrações de pessoas efusivas. Sabem aquele pessoal que berra, grita, faz pirueta e dá cambalhota pelos mais insignificantes motivos? Há quem brinque, inclusive, que sou alérgico à felicidade e diversão. Esse não é o caso, simplesmente demonstrações em excesso me incomodam. Hoje, contudo, motivo de alegria tal me sobreveio que me permitirei demonstrações extremas de alegria. Claro que o fato de ter ido a uma praia linda com os libaneses nesse fim de semana me deixou contente; claro que poder usufruir da boa companhia do Sr Reda, meu anfitrião, e de nossas boas conversas faz meu dia. Mas o dia de hoje brindou-me com a visão do resultado positivo do que acho que será meu legado para a AFCO: destruí um de nossos mais vorazes inimigos internos, o ratinho comilão de dinheiro, cheques e faturas.

Permitam-me explicar: na saleta em que eu, Wilfred e a contadora trabalhamos há um rato. Todo dia de manhã, abrimos a saleta e tem papel por todo lado porque o bandido passou a noite pulando nos papéis por aí, comendo tudo que é documento e tudo mais. Para dar fim a essa esculhambação, fiz uma armadilha (foto número 1) muito simples na sexta-feira passada, dia 5: pus comida no meio duma caixa de papelão e passei cola ao redor. Não comentei nada na última postagem porque eu queria aguardar o resultado dessa empreitada antes. Eis que chego hoje de manhã, e o bandido está preso!!! HAHAHAHAHAHAHA!!! MORRAAAAAAAAA!!! TE PEGUEI, RATO DESGRAÇADO!!! VOCÊ JÁ ERA!!!

Pode parecer uma efusividade um tanto doentia, pois se trata apenas de um rato. Mas significa mais, significa minha vingança sobre toda a malandragem africana. Depois de sofrer repetidas tentativas de roubo, extorsão e pilantragens gerais por parte dos africanos (não somente marfinenses), eu peguei o rato que roia nosso trabalho às escuras, que nos sabotava quando menos esperávamos, que esperava que olhássemos para o outro lado para botar as patinhas de fora. Como diria o (nada) filosófico Alborghetti para comunistas: “O SONHO ACABOU, DESGRAÇADO!! O SONHO ACABOU!!” Favor notarem minha alegria na foto 2. Quando voltar a São Paulo e tiver internet de gente, postarei no Youtube um video que fiz escarnecendo do rato preso na caixa de papelão após ser lançado no lixo. HAHHAHAHA MORRAAAA!! Ha..ha...haha... Para aqueles que, após verem esse meu ataque de histeria virtual, acham que a África acabou com meu emocional, não posso dizer que consigo peremptória e categoricamente contradizê-los.

Já estou me cansando de rir, mas terei que me valer disso, pois enquanto escrevia esse relato, o chefe me chamou para dar um aviso. O Sr Happy já me avisou que essa semana a empresa está meio sem dinheiro. Sendo também essa semana a minha última de trabalho, isso significa que Ho = eu não receber meu salário com 95% de confiança. Mas isso é para que eu deixe de ser burro e bonzinho. Semana passada, ele perguntou se eu não queria receber meu salário. Ora, sabendo que tínhamos fornecedores para pagar, eu disse a ele que eu poderia aguardar para receber na semana seguinte (ou seja, essa semana), pois a AFCO tinha alguns compromissos mais urgentes para honrar. Eu sou muito otário mesmo.Pensar na empresa... Mas isso é culpa do meu pai e da minha mãe. Quem mandou eles me ensinarem ética e responsabilidade corporativa? Droga! Se não tivessem ensinado, eu teria simplesmente pegado a grana semana passada e tocado o dane-se para a AFCO e pro Sr Happy. Quem se importa com o patrão e a empresa? Sou mais eu![/ironic] Brincadeirinha, pidos. Não me arrependo de ter agido conforme o livro de Filemon. Mas vou te contar, viu. Ser honesto dá mais dor de cabeça do que fazer falcatrua por aqui. Sinceramente, se o Sr Happy me der o calote, eu vou fazer o quê? Recorrer à justiça na Costa do Marfim? Apelar para a AIESEC daqui (popular como sou entre eles, heheh) Pfff... US$150 não é tanto dinheiro assim, mas só o fato de alguém se aproveitar de uma situação vulnerável para não pagar por um serviço prestado me deixa enervado. É algo que eu nunca veria meus pais – que foram meus mentores em toda a minha formação: espiritual, ética e acadêmica – fazendo com seus funcionários.

Mas não tem problema. Primeiro porque pode ser que eu esteja me preocupando à toa e o Sr Happy de fato me pague até o fim da semana. Segundo, eu peguei o rato!!! JÁ ERA, NEGÃO!! PERDEU, PLAYRAT!!! MORRA LENTAMENTE GRUDADO NA MINHA ARMADILHA!!! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAH...HAHAH....HAHA..HA...hahaha..ha O rato aprendeu a lição: não se meter com as armadilhas de Indiana Neitan(foto 3)!

Agora, conto os dias pra ir mochilar e depois voltar ao Brasil. Abraços a todos e fiquem com Deus.

« Serviteurs, soyez soumis en toute crainte à vos maîtres, non seulement à ceux qui sont bons et doux, mais aussi à ceux qui sont d'un caractère difficile. » 1 Pierre 2 :18

PS : A foto número 4 eu tirei quando estava indo para uma reunião hoje mais cedo. Está escrito “Por você, seu próximo e sua nação” embaixo dos dizeres “banheiro público”. Devo dizer que esse banheiro patriótico realmente mexeu comigo e pensarei na Costa do Marfim na próxima vez em que eu cortar o rabo do macaco.

8 comentários:

Sara de Cerqueira disse...

Natan, tu deixou o rato colado durante toda o fds? Ele morreu aos poucos? Que tortura. Por que não simplesmente matou,então? Tadinho... Imagina o desespero dele...

Natan Cequeira disse...

Eu lá ía sair da praia mais chique do país pra encurtar a morte do rato! Ora mais!

Daniel e Gláucia disse...

Morri de rir!! Só tu mesmo para se incomodar com a patifaria do rato e bolar essa armadilha para pegá-lo. Tu tá radiante com o sucesso da empreitada, e não é para menos. Estamos felizes pelo seu final de semana, as boas conversas e a programação da viagem. Amei sua foto no relato e aguardo o nosso encontro em SP para ver as outras. Te amo e que Deus te abençoe!!

Mafiusus disse...

Sensacional, o rato morreu de cansação tentando sair, a cara de satisfação do Natan lembra de um sádico. auhauhauhauahuahuahauh

Ligia disse...

Lindo, entendo que vc está um pouco cansado desse trabalho,mas tadinho do ratão..rs
Mas pensando por outro lado, vejo que estarei protegida nos próximos anos. Meu herói!

Natan Cequeira disse...

Indiana Neitan acaba com ratos

Daniel e Gláucia disse...

MEU FILHO, QUASE MORRO DE SUSTO!!! lOGO QUE EU VI AS FOTOS PENSEI QUE FOSSE SEU LANCHE MATINAL.

Patricia disse...

Cade as fotos da praia???